Em reunião, Prefeitura e Univasf discutem projetos para o futuro do HNAS

  • Publicado no dia: 20-07-2021
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Em visita a Paulo Afonso, o reitor da Universidade Federal do São Francisco, Paulo Fagundes, participou de mais uma da audiência com o prefeito Luiz de Deus para alinhar sobre as tratativas em relação ao Hospital Nair Alves de Souza (HNAS). Na ocasião, estiveram presentes o Procurador Municipal Igor Montalvão, o secretário de Articulação Governamental, Dernival Oliveira, o administrador do BTN, Luiz Humberto e a professora do curso de Medicina Univasf, Diana.


    Durante a conversa, o reitor sinalizou sobre a importância de trabalhar em parceria com a gestão municipal. “Estamos trabalhando em parceria com a Prefeitura, em conjunto, para ajudar a melhorar a saúde da população e priorizar a parte de ensino, pesquisa e extensão da Universidade”. Para Paulo, esses acordos estão sendo construídos com a gestão, o Governo do Estado e Governo Federal para solucionar o mais breve possível a situação do HNAS.


    O procurador Igor Montalvão falou sobre o possível projeto de construção de um hospital universitário no campus da Univasf. “O reitor Paulo trouxe a proposta para discutirmos a melhor opção, se é pela reforma do HNAS, uma nova adequação do Hospital Municipal de Paulo Afonso ou a construção de uma nova unidade hospitalar no campus da Univasf. Essas são algumas ideias discutidas na audiência de hoje, que posteriormente serão levadas à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, atual responsável pela elaboração de projetos de reforma ou construção de novos hospitais, para assim chegarmos a uma decisão definitiva”, explica.


    Em trâmite judicial, a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) depositou o valor de R$ 45 milhões para a reforma da unidade hospital e consequentemente torná-lo um hospital universitário. Ainda segundo Montalvão, a previsão que nos próximos dias seja realizado uma reunião com a equipe técnica responsável pelas instalações hospitalares do Governo do Estado, podendo dar sugestões sobre a área e a situação estrutural do prédio do HNAS.


    “É de conhecimento que a estrutura do HNAS é antiga, em média uns 50 anos. Às vezes, de acordo com a análise técnica, é muito mais caro realizar uma reforma na estrutura antiga do que a construção de uma nova unidade hospitalar. Hoje, o Estado com sua expertise vem entregando diversos hospitais com planta e valores atuais ao mercado, o que vai ajudar na decisão a ser tomada”, reforça o procurador.


    Diante do que foi exposto, o secretário Val Oliveira frisou sobre a importância do encontro e o alinhamento de algumas ações. “O próximo passo é agendar uma audiência com o governador Rui Costa com a participação do prefeito Luiz de Deus e da Univasf. Acredita-se que com a inauguração do prédio da Univasf no Sal Torrado, e a possível vinda do presidente da República, do presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, o governo federal possa bater o martelo para que a rede Ebserh inicie a administração definitiva do HNAS”, explana.

     

    Autor: ASCOM/PMPA