Banco de Alimentos de Paulo Afonso é referência na Bahia

  • Publicado no dia: 26-05-2009
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

     Neste mês, o Banco de Alimentos de Paulo Afonso foi visitado por membros da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza para conhecer a estrutura física e o esquema de planejamento do Banco, que, hoje, com a ajuda da Gestão Anilton Bastos é Centro de Referência no Estado.

    Estiveram representando a Secretaria Estadual, a assistente Social, coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional, Tânia Xavier, e o engenheiro Antônio Elias, que se encontraram com a secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Ana Clara; a coordenadora Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Vanessa Cristina Leal; a consultora da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Elis Correia, e o coordenador do Banco de Alimentos de Paulo Afonso, Edson Kaphussu, para discutir planilhas de funcionamento, estrutura física e esquema de entregas dos alimentos.

    Apenas quatro cidades, incluindo Paulo Afonso, no Interior da Bahia, possuem o Programa do Banco de Alimentos, e atualmente, o Centro de Paulo Afonso é referência para os outros municípios. Nesta segunda-feira, 25, um edital foi aberto e mais 45 cidades baianas vão concorrer para ser beneficiadas com o Programa.

    Para o coordenador Municipal do Banco de Alimentos, depois da reforma e todo o cuidado proposto pela Gestão Anilton Bastos, o título de referência na Bahia é merecido. “O Banco de Alimentos estava esquecido, depois da revitalização e do empenho da gestão atual; é mais que merecido nós sermos Referência para o Estado. Agora, além de nós estarmos fazendo o nosso papel social, de assistência e ações educacionais, somos referência para os próximos bancos de alimentos”, declara Edson Kaphussu.

    O Banco de Alimentos de Paulo Afonso (BAPA) é um Programa em parceria entre a Prefeitura de Paulo Afonso, através da Secretaria de Ação Social, e o Ministério do Desenvolvimento Social Fome Zero, do Governo Federal, que arrecada alimentos fora dos padrões de comercialização, mas, próprios para o consumo humano. O BAPA tem como objetivo combater o desperdício e minimizar a fome das classes menos favorecidas, pois faz a distribuição gratuita desses gêneros para as instituições socioassistenciais cadastradas no município.

    Autor: ASCOM/PMPA