Solenidade marca início das assinaturas dos contratos da Lei Paulo Gustavo

0
AÇÕES
0
VISUALIZAÇÕES
Na manhã desta segunda-feira (15) foi realizado mais um passo importante para a cultura em Paulo Afonso – a solenidade de início das assinaturas dos contratos da Lei Paulo Gustavo. O evento contou com a presença do prefeito em exercício, Marcondes Francisco, do secretário de Cultura e Esportes, Dernival Oliveira, do superintendente de Cultura, Rogério Xavier, além de secretários de várias pastas e diversos artistas e fazedores culturais.
Em sua fala Marcondes reforçou a importância da lei para impulsionar a cultura no município, além do compromisso da pasta em agilizar o processo. “São 87 fazedores culturais beneficiados. Nós teremos pela primeira vez os festivais de cinema, música, dança, literatura, artes plásticas, produções de documentários, videoclipes, musicais, oficinas de artesanatos, produção de vídeos e muito mais. Não houve nenhuma interferência nesse processo, por isso que houve essa agilidade e transparência”, explicou.
Entre os projetos contemplados está a primeira mostra cinema em Paulo Afonso, do artista Sálvio Emanoel. “A Mandacaru Filmes que é a nossa produtora vai realizar a primeira mostra de cinema em Paulo Afonso, a gente sempre teve esse sonho e agora se torna realidade por conta da Lei Paulo Gustavo. É muito importante que a gente tenha esse incentivo a cultura. Sou de Paulo Afonso, nascido e criado, só saí para estudar e quando voltei continuei fazendo cultura e essa cultura precisa ser exposta. Esse tipo de material faz com que a gente suba um degrau e essa Lei veio para fazer isso no Brasil inteiro. É muito legal ver esse cuidado da Prefeitura com os artistas e foi tão bem elaborado esse projeto trazendo todo esse suporte para que a gente pudesse ter acesso”, diz Sálvio.
Após os contratos serem assinados, serão encaminhados ao setor financeiro para os artistas receberem o recurso e assim iniciarem a produção dos trabalhos artísticos. A ação vai empregar muitas pessoas, vai rodar a economia criativa e financeira dentro do município.
“Desde o primeiro momento que a Lei foi instituída e os valores foram definidos, a Seculte juntamente com várias secretarias estiveram empenhadas para entender o que dizia a lei para a gente ter efeito positivo. É um recurso do Governo Federal e a responsabilidade do município é muito grande. Hoje nós estamos assinando esse contrato de cada artista para que ele possa desfrutar desse recurso e comece a planejar o que está dentro do projeto. Foram várias secretárias envolvidas juntamente com a Seculte e o Conselho de Cultura para que tudo saísse perfeitamente dentro da ordem”, ressaltou o secretário Dernival.
O prazo para assinaturas segue até dia 26 de janeiro, no Ginásio Luís Eduardo Magalhães, de segunda a sexta, das 8h às 13h.