Síndrome de Down: gestão disponibiliza ações de acolhimento e inclusão social para portadores

  • Publicado no dia: 21-03-2022
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Nesta segunda-feira (21), quando se celebra o Dia Mundial da Síndrome de Down, a Prefeitura de Paulo Afonso reforça as ações de acolhimento e inclusão para os portadores da trissomia do Cromossomo 21.


    Por meio das secretarias de Saúde e Educação, a gestão realiza ações que contribuem para a inclusão de pessoas com a síndrome na sociedade. A Prefeitura mantém convênio com a Apae, ofertando uma equipe especializada para os cuidados dos portadores de deficiências, inclusive com a síndrome. Alunos educação infantil da rede municipal com a trissomia são incluídos na sala de aula regular, conforme a legislação, mas aqueles que têm necessidade de maior atenção, são ofertados cuidadores, contratados especialmente para essa finalidade, além de atendimento na sala de recursos.


    O Núcleo Desenvolver, programa da Secretaria de Saúde, implantado pela Prefeitura em outubro de 2018, atende crianças de 2 a12 anos com doenças psíquicas, moderadas e severas, que afetam o funcionamento do corpo, da mente, e das relações sociais. Crianças com Síndrome de Down, dentro dessa faixa etária, também são atendidas pela equipe, composta de psiquiatra, psicólogas, fonoaudiólogas, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, assistente social e psicopedagoga.


    Oficialmente estabelecida em 2006 e amplamente divulgada, essa data de 21 de março tem por finalidade dar visibilidade ao tema, reduzindo a origem do preconceito, que é a falta de informação correta.


    O que é Síndrome de Down?


    Alteração genética no cromossomo “21”, que normalmente é formado por um par, mas no caso das pessoas com a síndrome, aparece com três exemplares (trissomia). A Síndrome de Down foi descoberta em 1862, pelo médico britânico John Langdon Down, e nesse intervalo de mais de um século e meio, muitos foram os avanços no âmbito da ciência e da sociedade, de forma especial nas últimas seis décadas.
    Segundo a Organização das nações Unidas (ONU), o dia 21 de março é celebrado por 193 países ao redor do mundo com eventos para conscientizar a população e promover a inclusão dos portadores.

    Autor: Ascom/PMPA