Seagri realiza mais uma etapa de capacitação para produtores de leite no Sítio do Tará

  • Publicado no dia: 23-09-2021
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    “Estamos fazendo essas capacitações para que os produtores de leite possam realizar suas atividades com mais sapiência”. Com essa declaração, o prefeito Luiz de Deus confirmou o compromisso com o homem do campo em mais uma capacitação realizada pela Secretaria de Agricultura, no povoado Sítio do Tará, nesta quinta-feira (23).


    O curso, que faz parte das ações do Programa Campo Forte e Mais Leite, conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Bahia (Senar) e Banco de Nordeste. O tema abordou boas práticas de higienização ordenha manual e contemplou 15 produtores. “Tudo no que se refere a produção de leite nós estamos atuando, proporcionando esses conhecimentos. Esse é o nosso objetivo, fazer com que eles produzam cada vez mais e que vivam melhor em suas comunidades”, reforça o prefeito.


    No treinamento o participante tem acesso a noções de práticas sanitárias nas instalações e equipamentos utilizados; controle de parasitas, moscas e vermes, higiene e procedimento correto na aplicação de medicamentos; alimentação; higiene na ordenha, dentre outras. “Essa capacitação beneficia os produtores do município, que terão novas informações sobre a atividade que desenvolvem”, explica a médica veterinária do Senar, Aila Fabiane, que ministra o curso.
    O senhor Vicente Pereira, que está dentre os participantes, enfatizou a importância da capacitação ofertada pela Prefeitura. “Hoje o que vale mais é a qualidade do produto e não a quantidade. E esta orientação vem nos favorecer a melhorar a qualidade, melhorar a saúde dos animais e até mesmo nos trazer o fortalecimento da economia”, disse.


    O secretário municipal de Agricultura e Aquicultura, Jandirson Torres, reforçou as ações voltadas ao homem do campo em diversas vertentes. “Estamos com várias ações de capacitação e o nosso prefeito Luiz de Deus tem incentivado todo esse processo por entender que o morador da área rural precisa tirar o seu sustento da sua propriedade, da comunidade em que habita. Esse é mais um incentivo da prefeitura beneficiando dentro do projeto municipal Campo Forte”, diz o secretário.

    Autor: Ascom/PMPA