Sala de Escuta Especializada: mais uma ferramenta na rede de proteção das crianças e adolescentes

  • Publicado no dia: 27-10-2022
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

     

    Com o objetivo de fortalecer o atendimento e a rede de proteção das crianças e adolescentes, o município foi contemplando com mais uma ferramenta – a implantação da Sala de Escuta Especializada, que está localizada na Casa dos Conselhos. A ação é fruto de uma parceria entre o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), o Itaú Social e a Prefeitura de Paulo Afonso, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).


    A Escuta Especializada é um procedimento realizado pelos profissionais que atuam na rede de proteção do município, com o objetivo de acolher a vítima ou testemunha de violência, permitindo o relato livre para que a proteção e o cuidado à criança ou adolescente sejam devidamente prestados. 


    De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Cintia Rosena, a sala é um ganho muito importante para Paulo Afonso. “A entrega dessa sala foi muito esperada, nós temos uma psicóloga que foi capacitada para receber essas crianças e adolescentes que precisarem dessa escuta e desse acolhimento. As crianças serão atendidas pelos profissionais neste espaço e encaminhadas para os programas para serem acompanhadas. Foi uma conquista muito grande para Paulo Afonso”, diz.


    Muito mais do que um espaço físico, a Sala de Escuta é um local onde as crianças e adolescentes vítimas de violência serão acolhidas. “Aqui a gente vai trabalhar com essas crianças e adolescentes tanto para que eles não precisem quando for para o CREAS, CRAS ou hospital estar falando sobre o que aconteceu, revivendo aquela situação dolorosa. A gente vai atender, acolher e trabalhar essa criança ou adolescente para que recomece sua vida, faça sua história. Os profissionais da rede de atendimento foram capacitados’, explica a Presidente do CMDCA, Cecilma Regina.


    Ela ainda reforça que está sendo construído um comitê antiviolência. “Esse projeto da Sala de Escuta é vitorioso, foi aprovado pelo Itaú Social, em parceria com a Prefeitura de Paulo Afonso e a Secretaria de Desenvolvimento Social, o prefeito Luiz de Deus acolheu a causa. Não adianta ter o recurso, precisa ter toda a rede funcionando e em Paulo Afonso temos uma rede que funciona, porque temos uma Prefeitura comprometida com a criança e adolescente”, ressalta.


    O evento, que contou com a presença de diversas autoridades e servidores, marca uma nova história na rede de proteção. “Nós estamos presenciando uma das ações mais importantes no que diz respeito às crianças e adolescentes que sofreram algum tipo de violência, porque elas precisam ser escutadas por um profissional”, diz o vice-prefeito Marcondes Francisco.


    Durante a solenidade, ainda foi assinado o Termo de Celebração de Parceria entre o CMDCA e entidades da Sociedade Civil. Ainda estiveram presentes ao evento a Juíza, Janaína Medeiros; a Delegada Mirella Ventura; o presidente da Fundame, Roberto; da APAE, Jamile; do COMPEDE, Lúcio Flávio; da UniRios, Sérgio; a supervisora de Políticas das Pessoas com Deficiência, Camila Bernardo; os  secretários Dernival Oliveira; Adonel Júnior; representando a Secretaria de Educação, Fabiana e representantes da Polícia Militar, Maçonaria, Lar da Criança Vicentina e Conselho Tutelar.

     

     

    Autor: Ascom/ PMPA