Reunião alinha ações do projeto Vivenciando a Realidade Social: do Diagnóstico à Intervenção

  • Publicado no dia: 29-04-2022
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    A Secretaria de Saúde, em parceria com o Centro Universitário do Rio São Francisco (UniRios), realizou nesta sexta-feira (29), uma reunião sobre o projeto Vivenciando a Realidade Social: do Diagnóstico à Intervenção. O objetivo do encontro foi alinhar as ações com a equipe técnica da Secretaria de Saúde e da UniRios.


    O projeto é voltado para fazer um diagnóstico da Atenção Básica de Paulo Afonso de forma individual, de cada território e cada unidadede saúde. Inicialmente a ação será realizada em três postos e depois reavaliando a atividade será ampliada para todas.


    A ação vem sendo planejada desde novembro de 2021. “A gente já vinha planejando esse projeto desde o ano passado e essa parceria vem se fortalecendo com a UniRios. Gostaria de agradecer em nome do professor Jacson, que sempre está disponível para nos ajudar e colaborar com a saúde. A gente vai fazer um diagnóstico do município, cada unidade de saúde a gente vai entender os problemas, as potencialidades, o que a gente pode levar, o que pode melhorar”, diz o Secretário de Saúde, Adonel Júnior.


    O próximo passo será as reuniões com os alunos e as equipes de saúde da família para identificar os problemas mais relevantes da comunidade. Em seguida, os alunos vão fazer visitas nas comunidades, junto com os Agentes Comunitários de Saúde, com os formulários estabelecidos. Após esta ação, será feitaa construção dos problemas,dos fatores determinantes e condicionantes de saúde relacionados aos problemas. A partir disto será elaborado projetos de intervenção, junto com Secretaria de Saúde e com a participação também da sociedade.


    De acordo com Adonel, o segundo passo será começar a fazer as intervenções e as melhorias de forma individualizada, que é a grande diferença. “Hoje nós tratamos todas as regiões do nosso município de forma igualitária e a partir desse diagnóstico a gente vai fazer uma intervenção de acordo com a realidade daquele unidade, aquele território.Esse trabalho tem que ser um pouco mais cientifico, nós estamos sempre na execução e de frente ao atendimento, então a faculdade ela vem com esse olhar para ajudar a diagnosticar, porque muitas vezes a gente está envolvido no processo e não consegue enxergar alguns problemas e a parte científica vem justamente para isso, fazer um diagnóstico olhando de cima para baixo e dessa forma mais precisa”, explica.


    A enfermeira e coordenadora do curso de enfermagem da UniRios, Daniely Gama,destacou a importância do projeto. “Esse é um projeto bastante importante para nós enquanto instituição, para a população e Secretaria de Saúde, que visa fazer um levantamento do perfil epidemiológico das comunidades que tenham áreas descritas, tenha no território PSF, as Unidades de Saúde da Família e com a determinação desse perfil a gente busca desenvolver projetos para a resolução dos problemas e melhorias para as condições de saúde da nossa sociedade. Estão participando os docentes e discentes do curso de enfermagem, além de equipe da Saúde da Família da Secretaria de Saúde”, diz.


    “A gente espera que seja um grande sucesso, que a gente realmente trabalhe as questões sociais e de saúde da população e de acordo com o perfil, do que aquela população precisa. É um projeto bem interessante e motivador, tanto para gente como profissionais de saúde, bem como a secretaria de saúde. Acredito que é uma posposta de buscar trabalhar em cima dos problemas existentes. O trabalho em saúde não é tão simples, então a gente vai fazer essa parte de planejamento em cima dessas questões de saúde da população.
    Realmente requer um momento muito grande de visitas, de verificação do que acontece para que a gente possa fazer esse planejamento e trabalhar de acordo com as especificidades de cada problema de cada localidade”, finaliza a coordenadora.


    O secretário falou ainda sobre outra parceria com a instituição. “Já foi assinada na semana passada uma outra parceria com UniRios, que vem com a parte da odontologia, que um dos projetos é a prevenção do câncer bucal”.

    Autor: Ascom/PMPA