Prefeitura, Banco do Nordeste e produtores discutem estruturação da bovinocultura leiteira em Paulo Afonso

  • Publicado no dia: 14-08-2019
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Nesta quarta-feira (14), representantes do Banco do Nordeste, Secretaria Municipal de Agricultura e Aquicultura, SEBRAE, Bahia Pesca, Adab e Bahiater se reuniram com produtores de leite de Paulo Afonso para discutir a implantação do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter) no município.


    Durante o encontro, que aconteceu no Auditório Edison Teixeira, o gerente de desenvolvimento territorial do BNB, João Bosco Loiola Filho explicou como funciona o programa. Segundo ele, o foco central é o estímulo da atividade bovinocultura leiteira, com apoio da instituição financeira na destinação de crédito e de outros órgãos, com a capacitação e adequação tecnológica dos produtores.


    “O Prodeter é uma novidade que o BNB está lançando com o intuito de estimular cadeias produtivas, com o desenvolvimento de atividades econômicas da região. Como em Paulo Afonso já existe um trabalho apoiado pela Prefeitura, na bovinocultura leiteira, nós vamos articular com outros parceiros, criar um plano de ação para aumentar a produção de leite com a expansão da cadeia produtiva”, falou João.


    Para o subsecretário de Agricultura e Aquicultura, Alvânio Santana, que representou o titular da pasta, Jandirson Campos Torres, com os benefícios ofertados pelo Banco do Nordeste, os produtores terão mais oportunidades para avançar em seus projetos. Alvânio vê a parceria entre Prefeitura, BNB e criadores de gado como mais um passo para a consolidação do programa Mais Leite.


    “A parceria com o BNB é muito importante para os criadores que participam dos programas apoiados pela Prefeitura, a exemplo do viveiro de palma forrageira e, especialmente, o programa Mais Leite. Quando nós lançamos o projeto no ano passado, a produção de leite era de aproximadamente três mil litros por dia, e hoje, chega a dez mil. Agora, com os benefícios destinados pelo BNB, os produtores terão mais facilidade para alcançar sua meta”, disse.


    O Programa de Desenvolvimento Territorial, já implantado em vários municípios da região, é uma estratégia do Banco do Nordeste para contribuir com o desenvolvimento local e territorial, por meio da organização, fortalecimento e elevação da competitividade das atividades econômicas da região.


    Entre os objetivos da formação do Comitê Gestor Municipal e Territorial, destacam-se: fortalecer as cadeias produtivas das atividades priorizadas, promover a articulação de políticas públicas para o desenvolvimento local e territorial. Os resultados e impactos esperados são: aumento da competitividade das cadeias produtivas, ampliação dos investimentos na região, geração de emprego e renda, inclusão produtiva, redução das desigualdades intra e inter-regionais, promoção da sustentabilidade socioambiental, aumento do protagonismo da governança local e territorial para o desenvolvimento, melhoria das condições de vida da população regional.

    Autor: Ascom/PMPA