Paulo Afonso realizou a 1ª Conferência Municipal de Saúde Mental

  • Publicado no dia: 14-03-2022
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    A saúde em Paulo Afonso viveu um momento marcante este sábado (12), com a realização da 1ª Conferência Municipal de Saúde Mental. O evento, que aconteceu de forma presencial e on-line, reuniu profissionais e comunidade para discutir o tema.


    Na abertura, o secretário de Saúde, Adonel Júnior, falou sobre a importância deste momento para Paulo Afonso e região. “Está sendo um marco para o município e região. Hoje teve usuários do serviço e profissionais discutindo quatro eixos para que a gente crie um norte para levar esse cuidado a nossa população. Essas ideias discutidas dentro dos eixos é o que vai pautar e nos nortear nesse trabalho, junto com as nossas equipes”, diz.


    Em seguida, foi realizada uma palestra com o professor da UFRB, João Mendes e teve início a discursão dos quatro eixos, sendo: Eixo I – Cuidado em liberdade como garantia de Direito a cidadania, Eixo II – Gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental, Eixo III – Política de Saúde Mental e os princípios do SUS: Universidade, Integridade Equidade e Eixo IV – Impactos na Saúde Mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-pandemia.


    “Estou em uma fase muito feliz como representante do Conselho Municipal de Saúde, porque esse momento de debate sobre a saúde do município foi algo muito esperado, tendo em conta as demandas crescente de saúde mental em Paulo Afonso. Os profissionais da área de saúde mental que estiveram presentes contribuíram muito nos grupos de trabalho e os usuários também tiveram um momento muito proveitoso, porque eles tiveram uma participação mais ativa”, destacou a presidente do Conselho de Saúde, Ionar de Souza.


    Após a discursão dos eixos foi feita a votação das propostas na plenária e a eleição de delegados.


    Além do secretário Adonel e da presidente do Conselho Ionar, estiveram presentes a representante dos trabalhadores em saúde, Larissa Barros, Hildaci Soares, o Tenente-Coronel, Gabriel Neto e o professor da Univasf, Cadu Amaral.

    Autor: Ascom/PMPA