Palestras e atividades educativas encerram Campanha Janeiro Roxo

  • Publicado no dia: 04-02-2020
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    O Serviço de Dermatologia e Pneumologia Sanitária (Sederpas), unidade vinculada à Secretaria de Saúde, realizou diversas atividades alusivas à Campanha Janeiro Roxo, que tem como foco a prevenção e o tratamento da hanseníase.

     

    O encerramento aconteceu nesta segunda-feira (3), com palestras sobre a importância dos cuidados, tendo em vista que, segundo dados do Ministério da Saúde, até 2018 já havia atingido mais de 28 mil pessoas. As palestrantes foram a enfermeira Airla Cristina, a dentista Karine Nicássia e a nutricionista Joseane Natiele.


    A coordenadora do Sederpas, dermatologista Bárbara Lopes, enfatizou a importância da prevenção à hanseníase. Segundo ela, a doença tem cura e o diagnóstico precoce é fundamental para a eficácia do tratamento. “Hoje nós estamos fechando o Janeiro Roxo, o mês onde buscamos identificar o maior número de diagnósticos para iniciar o tratamento o mais cedo possível. Este ano, o autocuidado do paciente com hanseníase foi o tema das ações, conscientizando as pessoas sobre a importância de cuidar da própria saúde. É importante lembrar que a campanha terminou, mas as atividades do Sederpas continuam, e qualquer pessoa que observar manchas na pele que podem ser sinais de hanseníase, deve procurar uma unidade de saúde. Os casos confirmados são encaminhados para tratamento no Sederpas”, concluiu.


    A coordenadora adverte que, às vezes, manchas de pele são confundidas com micose ou alergia, o que leva a pessoa a usar pomadas, e a doença evolui, até que começam aparecer os sintomas. Com o passar do tempo, a lesão causa dormência, que já é uma fase avançada da doença.


    A hanseníase é uma doença infecciosa causada por uma microbactéria considerada “prima” da tuberculose. Ela entra no organismo pelas vias respiratórias e se instala na pele e nos nervos. Na pele, manifesta-se como manchas brancas, rosas e vermelhas que podem ser apresentar de forma mais elevada ou também como caroços vermelhos.


    O Sederpas é um serviço da Secretaria de Saúde e trata de pacientes com hanseníase e tuberculose. A unidade trabalha em conjunto com os postos de saúde da família dos bairros e povoados.

    Autor: Ascom/PMPA