Outubro Rosa: Prefeitura realiza diversas ações de conscientização do câncer de mama

  • Publicado no dia: 15-10-2013
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Durante todo este mês a Prefeitura de Paulo Afonso estará realizando ações de conscientização dentro da campanha internacional Outubro Rosa. O Outubro Rosa é um movimento internacional voltado à conscientização sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama e que, este ano, vem derrubar o mito de que a doença é uma sentença de morte e reforçar que cuidar da saúde é um gesto de amor à vida.

    Com este foco, a Prefeitura Municipal de Paulo Afonso, em parceria com as secretarias municipais de Saúde e de Desenvolvimento Social, realiza uma série de atividades educativas e nesta quinta-feira (17), acontece o “Dia D”. Será realizado um pedágio em frente à livraria Jatobá às 15h30. O objetivo principal será divulgar a prevenção do câncer de mama, bem como a importância do autoexame e da realização da mamografia para rastreamento a partir dos 35 anos de idade.

    Além desta atividade, este mês será destinado a levar informações sobre a importância da detecção precoce e o incentivo para que as mulheres conheçam suas mamas e possam ficar atentas para alterações suspeitas.

    BTN
    No Núcleo Social do BTN, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, ofertou nesta segunda feira (14) um café da manhã aos usuários deste serviço fortalecendo a Campanha “Outubro Rosa” do Ministério da Saúde.
    Estiveram presentes a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Clara Moreira, e a Administradora do Bairro BTN, Francisca Jorlânia, e a assistente Social, Carla Samara, representando a Secretaria Municipal de Saúde as quais informaram quanto aos serviços oferecidos pela rede municipal, reforçando quanto à importância do autoexame das mamas, dos cuidados com a prevenção, do diagnóstico e do tratamento.
    O Núcleo Social BTN enquanto extensão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social tem como objetivo o atendimento a comunidade em vulnerabilidade socioeconômica com a realização de cadastros, informações e perspectivas de atendimento dos benefícios solicitados.

    Números
    O câncer da mama é o que mais acomete as mulheres em todo o mundo. Em 2013, são esperados para o Brasil 52.680 casos novos da doença, com risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Em quatro das cinco regiões brasileiras, é o tipo mais comum entre as mulheres, sem considerar os tumores da pele não melanoma: Sudeste (69/100 mil), Sul (65/100 mil), Centro-Oeste (48/100 mil) e Nordeste (32/100 mil). Na Região Norte, é o segundo tumor mais incidente (19/100 mil), ficando atrás do câncer do colo do útero (23/100 mil).

    Detecção precoce
    Mulheres entre 40 e 49 anos devem fazer anualmente o exame clínico das mamas, com profissional de saúde capacitado (médico ou enfermeiro) nas Unidades Básicas de Saúde. Caso seja identificada alguma alteração suspeita, o profissional pedirá uma mamografia para confirmação diagnóstica. Já entre os 50 e os 69 anos é recomendada a realização de mamografias de rastreamento, a cada dois anos. Mulheres com risco aumentado de desenvolver câncer de mama (as que têm mãe ou irmã com câncer de mama antes dos 50 anos; história familiar de câncer de mama bilateral, câncer de ovário ou câncer de mama masculino) devem iniciar o acompanhamento aos 35 anos.

     

     

    Autor: ASCOM/ PMPA