Nova gestão do Aterro Sanitário inicia atividades

  • Publicado no dia: 14-01-2020
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Nesta terça-feira (14), o secretário de Meio Ambiente, Ivaldo Sales Júnior visitou o aterro sanitário de Paulo Afonso e conheceu o novo modelo de gestão implantado pela Empresa Pernambucana de Engenharia Sanitária (Empesa).

     

    O secretário verificou os trabalhos já iniciados, as novas máquinas e falou sobre os avanços do município na adequação do aterro à legislação.

     

    “Nós recebemos a Empesa, que já trabalha com gestão de aterros sanitários de outros municípios da região, e está adequando o nosso aterro sanitário à Lei nº 12.305, que institui o Plano Nacional de Resíduos Sólidos. O propósito é preparar a unidade para receber 90 toneladas de lixo por dia, durante 15 anos. Ficamos satisfeitos em ver o trabalho sendo executado de acordo com a legislação”, afirma.

     

    Ivaldo anunciou também a instalação de uma usina de compostagem e um posto de monitoramento de recursos fluviais dentro do aterro, e lembrou que o lixo de alguns povoados, como Riacho e Juá já está sendo recolhido e levado para a usina reciclagem. “Após a triagem, o que não for reciclado vem para o aterro”, explica.

     

    A assinatura do contrato para a nova gestão do aterro sanitário de Paulo Afonso aconteceu no dia 4 de dezembro, durante um café da manhã, oferecido pela Secretaria de Meio Ambiente. Assinaram o documento, o prefeito Luiz de Deus; o secretário de Meio Ambiente, Ivaldo Sales Júnior e o diretor técnico da Empresa Pernambucana de Engenharia Sanitária (Empesa), Fábio Lopes.

     

     

    Autor: Ascom/PMPA