Esquenta Moto Paulo Afonso foi um sucesso em público e movimenta a economia local

  • Publicado no dia: 12-12-2022
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

     

    O Esquenta Moto Paulo Afonso, promovido pela Associação de Motociclistas de Paulo Afonso (AMOPAF), em Parceria com a Prefeitura Municipal, através de Secretaria de Cultura Esportes (Seculte), foi um sucesso! Durante dois dias o evento movimentou o Parque Balneário Abelardo Wanderley com grande público, além de fomentar a economia e o turismo local.


    Na sexta (9), e sábado (10), vários motoclubes de toda parte do Brasil aproveitaram ao máximo a decoração do Natal Encantado, na estrutura montado pela Prefeitura, que chamou atenção dos motociclistas.


    Durantes os dois dias de evento, várias bandas locais e regionais se apresentaram no Palco Oswaldo Silva, no Balneário, e agitaram o público presente. “Estava com saudades de tocar aqui em Paulo Afonso, é uma cidade linda por natureza, esta estrutura de Natal ficou algo de primeiro mundo, é sempre uma grande alegria tocar aqui para vocês e espero estar aqui novamente na edição do próximo ano”, diz o cantor Joãzinho Dantas.


    O secretário de Cultura e Esportes, Dernival Oliveira, destacou que o evento deste ano é apenas uma prévia da edição do Moto Paulo Afonso 2023, que será promovido entre os meses de abril ou maio. “O Esquenta Moto Paulo Afonso é resultado de um pedido dos empresários locais ao prefeito Luiz de Deus, que entendeu a importância de um evento desta natureza que resulta na arrecadação econômica para o comércio. Esse recurso é injetado e circula nos bares, restaurantes, os hotéis todos lotados, todo o comércio ganha com isso”, diz o secretário.


    “O Esquenta Moto Paulo Afonso deste ano, realmente nos encantou com a decoração de natal da cidade, foi um diferencial, a cidade está muito bem decorada. A Prefeitura de Paulo Afonso está de parabéns por nos oferecer uma estrutura de excelência, este ano foi muito bom a programação, agora vamos esperar o evento nacional em 2023”, diz Fabão, diretor da Associação de Motociclistas do Estado da Bahia.  

    Autor: Ascom/PMPA