Em coletiva, Marcondes, secretários e forças de segurança fazem balanço da Copa Vela e mostram resultado positivo da festa

0
AÇÕES
0
VISUALIZAÇÕES

Uma entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (13) mostrou os números referentes a Copa Vela, que foi realizada no último fim de semana. Após três anos de suspensão, a festa retornou com os índices positivos em diversos aspectos, especialmente no que se refere a segurança, apresentando um número de ocorrências menor que outras edições.

Os dados foram apresentados pelo prefeito em exercício Marcondes Francisco, os secretários de Cultura e Esporte, Dernival Oliveira;  de Turismo, Indústria e Comércio, Nino Rangel; de Saúde, Adonel Júnior; de Meio Ambiente, Ivaldo Sales e representantes das forças de segurança – Polícia Militar, Polícia Civil, Rondesp, Bombeiros, Exército e Guarda Municipal.

A estimativa de público foi de cerca de 65 mil pessoas durante os quatro dias, de acordo com os dados da Polícia Militar, com maior concentração no sábado e domingo. “Agradecemos a Deus por nos dar coragem e depois de três anos escutamos o clamor das pessoas para a realização dessa festa. Val foi muito corajoso, abraçou a ideia e junto com outras secretarias e as forças de segurança fizemos a Copa Vela, que trouxe muito alegria, mas especialmente renda para diversos setores. Aqui, a bandidagem não teve vez e essas instituições garantiram a paz no circuito da folia e na Prainha. Parabéns a todos os envolvidos”, falou Marcondes.

Os números chamaram a atenção da imprensa e os jornalistas e radialistas presentes fizeram elogios à gestão na condução do evento, bem como as instituições –Tiago Santos, da Rádio Delmiro; Zuca, da RBN; Kaká, da Rádio Angiquinho e Dimas Roque. Ainda estiveram presentes Epidauro Pamplona; Simonia do site Paulo Afonso Tem e Rômulo, do PA Alerta/ Ilha FM.

O destaque também aconteceu na economia local, impactando na circulação de dinheiro no município nos mais variados setores, inclusive com geração de emprego em renda, ocupação hoteleira em 93%, restaurantes com movimentação dentre outros.

De acordo com o secretário Nino Rangel, circulou mais de R$ 15 milhões no município durante os quatro dias. O ambulantes, capeteiros e lanches somaram em torno de 300 cadastrados, refletindo em mais de mil empregos indiretos somente nestes setores.

Adonel relatou que foram feitas 60 ocorrências do SAMU, um número baixo tendo em vista a quantidade de foliões. Na Guarda Municipal, 24 apreensões de arma branca; 61 ocorrências registradas pela Polícia Militar, inclusive com a recuperação de celulares furtados. Ivaldo falou sobre a coleta de lixo durante 9s quaro das, que somou 32 toneladas da Avenida e Prainha, com 48 agentes de limpeza em serviço.

“Fazer uma festa deste tamanho após três anos é um imenso desafio, mas graças a Deus e ao trabalho em conjunto correu tudo em paz. Agradeço ao empenho de todos, em especial aos servidores que estiveram o tempo todo empenhados para que tudo desse certo”, disse Val.

Estiveram presentes o Coronel César Albuquerque, comandante da Região Nordeste da PM; Tenente Coronel Fernandes, sub-comandante da Região Nordeste; Tenente Coronel Sena; Capitão Aguiar, da Rondesp; Major Nailson, do 15ª BBM; Major Braga, representando o Tenente Coronel Matias Júnior; Delegado Territorial, Leon; Jota Lunas, do Comsentran; Sub-inspetor da Guarda Municipal Barros; o  secretários Cléston e Francisco Alves; o Procurador Igor Montalvão; o Cotrolador Marcelo Santana e os servidores da Seculte que estiveram a frente da organização- Sílvio Xavier, Carlos César, e Rogério Xavier, além de Evilásio Diniz da elétrica; a Assessora de Comunicação Veruscka Alcântara e a equipe da Ascom – Caroline Maniçoba, Bruno Belo, Fábio Salvador, Ricardo Melo e Pedro Silva.