Defesa Civil se reúne para executar monitoramento de preservação do meio ambiente, da qualidade da água e recursos hídricos

  • Publicado no dia: 29-11-2022
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Nesta quinta-feira (24), equipes da Defesa Civil, CREA-BA, entre outros profissionais de instituições públicas e da sociedade civil, estiveram reunidos no auditório da Secretaria de Educação de Paulo Afonso, com o objetivo de executar um monitoramento de preservação do meio ambiente, bem como da qualidade da água e recursos hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco em Paulo Afonso e região. Os secretários de Administração, Cléston Andrade e Infraestrutura, Francisco Alves participaram do encontro.


    A reunião deu início a mais uma etapa da Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (FPI do São Francisco), desta vez nos estados de Alagoas e Bahia, com o objetivo de vistoriar e combater o desmatamento, captação irregular, abastecimento e qualidade da água, gerenciamento de resíduos sólidos, extração irregular de minérios, comércio ilegal de animais silvestres, pesca predatória, prejuízo aos patrimônios ambiental, histórico e cultural e proteção das comunidades tradicionais.


    “A ação é capitaneada pelo Ministério Público do Estado da Bahia, encaminhando para a promotoria um relatório sobre as condições e caso necessário, onde poderão ser tomadas algumas providências no intuito de melhoras a segurança, garantindo conforto a população local. Temos alvos localizados na cidade de Paulo Afonso, Pedro Alexandre e Chorrochó”, diz Alisson Teles, do CREA-BA.


    De acordo com integrantes da Defesa Civil, o órgão atua em conjunto no sentido de ações preventivas, de socorro, assistenciais, reabilitadoras e reconstrutivas, destinadas a evitar desastres ou minimizar seus impactos para a população e a restabelecer a normalidade social. “Nós trabalhamos com as respostas nas ações de socorro junto ao Corpo de Bombeiros e a recuperação. Durante a FPI nós também estamos trabalhando fortemente em conjunto, junto com a Defesa Civil Municipal, na elaboração no Plano de Contingência, que é uma atribuição que compete ao município, elaborar este plano de contingência que vai atuar na preparação e na resposta deste plano”, diz o tenente Lamoia, da Defesa Civil.

    Autor: Ascom/PMPA