Começou o Mutirão de Diagnóstico e Tratamento do Glaucoma em Paulo Afonso

  • Publicado no dia: 22-02-2016
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Entre os dias 22 e 26 de fevereiro, está sendo realizado em Paulo Afonso, o Mutirão de Diagnóstico e Tratamento do Glaucoma. A ação é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Governo Federal, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo o secretário Municipal de Saúde, Alexei Vinícius, que visitou o local no primeiro dia de atendimento, junto com o prefeito Anilton Bastos Pereira, a previsão é de que pelo menos 800 pessoas sejam atendidas.


    O mutirão está sendo realizado na Clínica Oftalmodiagnose, situada à Avenida André Falcão nº 777, no horário das 8h às 17h. Os documentos necessários para a triagem são: Carteira de Identidade, CPF, Cartão do SUS e Comprovante de Residência.


    Pessoas com idade igual ou superior a 40 anos e que têm casos de glaucoma na família podem ser atendidas, e em caso de confirmação do diagnóstico, o tratamento é gratuito. A coordenadora do mutirão, Poliana Pionório informa que os pacientes diagnosticados como portadores de glaucoma recebem tratamento à base de colírio durante noventa dias. Após esse período retornam para fazer uma reavaliação, e, se for necessário, reiniciar o tratamento com outro tipo de colírio.


    Ainda segundo Poliana, em casos de diagnósticos de outras doenças, como catarata, por exemplo, os pacientes são cadastrados em pastas específicas e aguardam para serem atendidos em mutirões destinados ao tratamento de seu diagnóstico. Nesses casos, por já estarem cadastrados, terão prioridade no atendimento.


    O glaucoma é uma doença hereditária grave causada pelo aumento da pressão intraocular, o que provoca lesões no nervo ótico. Se não for tratada adequadamente acarreta no comprometimento visual, podendo levar à cegueira. Existem vários tipos de glaucoma e em geral não apresentam maiores sintomas, o que necessita de cuidados preventivos.


     

     

    Autor: ASCOM/PMPA – Por Washington Luís – DRT/BA nº 4109