Campanha Setembro Amarelo alcança milhares de pessoas

  • Publicado no dia: 01-10-2019
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    O mês de setembro encerrou e com ele, a gestão municipal, através das Secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social e Educação, realizaram a campanha de conscientização sobre a valorização da vida. Ao todo, mais de 20 mil pessoas foram alcançadas com as atividades.


    A campanha Setembro Amarelo é uma normativa nacional promovida nacionalmente pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e visa dialogar com a sociedade sobre as relações pessoais, bem como a saúde mental. Em toda a rede, várias atividades foram realizadas.


    O Núcleo de Apoio à Família (Nasf) promoveu um ciclo de palestras. Ao todo, 45 encontros com alunos da rede municipal foram realizados. “Estivemos em muitas localidades, não só distribuindo abraços, mas conversando sobre a importância da relação entre as pessoas. O desfile cívico de 7 de setembro foi um dos momentos escolhidos para nossa ampla mobilização do Setembro Amarelo. Unidos ao CAPS AD e II, fomos às ruas abraçar as pessoas. A campanha ‘Abraço grátis’ foi o tema escolhido para trabalharmos na atenção básica durante todo o mês. Um abraço muda uma pessoa e pessoas podem mudar o mundo”, diz a coordenadora do Nasf Marília Brito.

     

    O Setembro Amarelo também foi trabalhado no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS AD e II). “Apesar de ser um trabalho realizado durante todo o ano, em setembro, massificamos essas ações, com os pacientes assistidos, ou seja, com a parte de saúde mental, além de aderir a toda mobilização realizada no município”, afirma o coordenador do CAPS AD, Roberto Wescley.

     

    Nos postos de saúde, as equipes percorreram as ruas das comunidades e distribuíram abraços, conversaram com a população sobre as relações sociais e a importância da valorização da vida. O Centro de Referência da Mulher Eudócia Antunes de Assis (CRM) também realizou um ciclo de palestras com as mulheres assistidas pelo local. Durante os encontros, a equipe reforçou a importância do Centro de Valorização da Vida (CVV), que disponibiliza o telefone 188 para ajudar pessoas em eventuais situações de depressão.

     

    O Setembro Amarelo também foi trabalhado nas redes sociais da Prefeitura de Paulo Afonso, alcançando mais de nove mil visualizações, entre stories e postagens.

     

    Autor: Ascom/ PMPA