Caminhões de hortifruti começam a descarregar na Ceasa

  • Publicado no dia: 03-06-2009
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Os caminhões de hortifrutigranjeiros que abastecem a feira livre do município de Paulo Afonso começaram a descarregar seus produtos na Central de Abastecimento (Ceasa) nesta quarta-feira, 3. A ação movimentou a Ceasa, que teve um grande fluxo de veículos desde a madrugada.

    O novo ponto de descarregamento faz parte da campanha “Trate bem sua carga e seus negócios”, desenvolvida pela Prefeitura Municipal de Paulo Afonso, que visa benefícios para a população, uma vez que os preços dos produtos poderão ser regulados, evitando a presença do atravessador. “Nós pretendemos preservar os preços dos produtos porque a CEASA funciona como uma reguladora dos preços. O feirante vai continuar com o seu lucro, mas com preços justos, porque assim acaba a presença do atravessador, o que muitas vezes aumenta os preços dos produtos”, frisou o diretor da Ceasa, Raimundo Fernandes.

    Ele explica que a prática de descarga e comercialização nas centrais de abastecimento é comum em todo o país e o município está apenas se adequando a ela. “A Ceasa foi implantada porque é o local ideal para os hortifrutigranjeiros e oferece toda a infraestrutura necessária para os caminhoneiros como restaurantes, banheiros, telefones, estacionamento, área coberta, entre outras comodidades”, disse Raimundo.

    Outro ponto ressaltado é que no local são oferecidas todas as condições de higiene necessárias para a comercialização. “Disponibilizamos estrados para as mercadorias, evitando que as mesmas fiquem expostas de forma irregular”, afirmou Fernandes.

    Para que haja uma adequação dos feirantes à nova prática, a Prefeitura vai disponibilizar transporte gratuito para que os mesmos possam levar os produtos para as feiras livres. “Colocaremos veículos à disposição dos feirantes”, explica o diretor.

    Para a fiscalização dos caminhões serão montadas barreiras com o apoio dos agentes de trânsito e da Polícia Militar. As informações detalhadas sobre a nova prática já estão disponíveis para a população na Ceasa ou através do telefone 3282-9370. 

     

    Autor: ASCOM/PMPA