Bloquinho da Prevenção traz como foco combate à exploração sexual de crianças e adolescentes durante o Carnaval

  • Publicado no dia: 10-02-2020
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Envolver a população no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes é um ponto fundamental para esclarecer as pessoas e orientá-las a denunciar de forma responsável. Especialmente em períodos festivos, a Prefeitura de Paulo Afonso intensifica ações que visam conscientizar a sociedade sobre o dever de proteger o público infanto-juvenil desse crime, que ainda persiste e precisa ser combatido.


    Para chamar a atenção da comunidade no período carnavalesco, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) realiza uma campanha de conscientização e este ano traz como novidade o Bloquinho da Prevenção. A ação, coordenada pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), terá os usuários da rede socioassistencial como foliões.

     

    De acordo com a coordenadora do Creas, Márcia Gorete, o objetivo do bloquinho, que desfila no dia 20, é fazer com que os usuários se divirtam e, ao mesmo tempo, despertem a conscientização. “Este ano nossa campanha vem com uma novidade, que é o Bloquinho da Prevenção, com mini-trio e banda, inovando para que os usuários da rede socioassistencial se divirtam e, ao mesmo tempo, despertem a conscientização de cada cidadão quanto ao dever de proteger nossas crianças e adolescentes. O bloco vai sair do Centro de Cultura Lindinalva Cabral, às 16h, percorrer o centro da cidade até o Coreto, onde haverá a apresentação da Orquestra 20 de Julho”, ressalta.

     

    A coordenadora enfatiza que na semana que antecede o Carnaval, a Sedes já inicia a conscientização com a entrega de panfletos nas escolas da rede municipal. As atividades contam com a participação de equipes do Creas e de todos os programas coordenados pela Sedes

     

    A secretária interina de Desenvolvimento Social, Cíntia Rosena, ressalta que a campanha faz parte do projeto de enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, desenvolvido pela Sedes, com o apoio de outras instituições.

     

    “É um trabalho que nós realizamos constantemente, mas, que se faz necessário intensificar nos períodos de festa. Nossa equipe tem se empenhado nas atividades de conscientização, e a participação de outras entidades governamentais e particulares contribui para o alcance de nossas metas”, diz.

     

     

    Autor: Ascom/PMPA