Alunos da Escola Rivadalva vencem Concurso Jovem Jornalista Bahia 2015

  • Publicado no dia: 07-12-2015
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Os estudantes Pedro Henrique Costa Lisboa, aluno do 3º ano e Yure Rodrigues de Souza, aluno do 4º ano, estão entre os vencedores do Concurso Jovem Jornalista promovido pelo Jornal A Tarde, que contou com a participação de crianças e adolescentes de todo o Estado. Eles ganharam na categoria tirinha e vão participar nesta sexta-feira, 11, da entrega das premiações na capital baiana.


    Os dois estudam na Escola Municipal Rivadalva de Carvalho, situada no Bairro Tancredo Neves II e são motivo de orgulho para a família e a comunidade escolar. “Um dos objetivos do trabalho foi proporcionar aos educandos um momento de interação e ludicidade através de autoria própria”, explicou Maria do Carmo da Silva, articuladora do Jornal A Tarde Educação. Ainda, segundo a articuladora, o incentivo às atividades literárias nas escolas públicas da cidade é uma maneira de formar novos leitores.


    Com apoio da direção, apenas a Escola Rivadalva inscreveu mais de 20 trabalhos de estudantes do Ensino Fundamental. O orgulho dessa conquista também partilhado pelas professoras Marlene Pereira de Sá, que orientou Yure, e Emmanuelle Tavares de Paulo, que orientou Pedro que não param de elogiar o trabalho e empenho dos meninos.


    As escolas municipais Lions Clube, Manoel de Almeida, Manoel Nascimento Neto, Casa da Criança 3, Amâncio Pereira e São José também enviaram trabalhos. “Essa boa participação das escolas da cidade é uma mostra do empenho da Secretaria de Educação no tocante às políticas públicas que resultam numa educação de qualidade”, comentou Maria do Carmo da Silva.


    Histórias

    As tirinhas, que são pequenas histórias em quadrinhos, apresentadas pelos estudantes contam um pouco da visão dos pequenos sobre os temas e personagens que acham importantes e seus exemplos.


    Yure (3º lugar) com sua tirinha vencedora conta um resumo da história de Irlan Biel, o cantor e dançarino de Paulo Afonso que foi morar no lixão. Com o título “O menino do lixão”, o estudante contou a história de superação de Irlan.


    Já o pequeno Pedro (6º) falou sobre como a cidade de Paulo Afonso foi fundada segundo sua visão.

    Os alunos e professores receberão como prêmio um Tablet e vale-livro com valor.

     

    Autor: ASCOM -/PMPA por Dorisvan Lira e Maria do Carmo da Silva