8ª Conferência de Assistência Social reúne representantes do poder público e sociedade civil em Paulo Afonso

  • Publicado no dia: 13-09-2019
  • 0
    AÇÕES
    0
    VISUALIZAÇÕES

    Aberta nesta sexta-feira (13), no auditório do Memorial Chesf, em Paulo Afonso, a 8ª Conferência Municipal de Assistência Social conta com a participação de representantes do governo municipal e de segmentos da sociedade civil envolvidos na prestação de assistência social no município.

     

    O encontro, que tem como tema “Assistência Social: Direito do Povo, com Financiamento Público e Participação Social”, foi convocado pelo Decreto nº 5.673, do dia 6 de setembro de 2019, assinado pelo prefeito Luiz Barbosa de Deus. A convocação cumpre o disposto no artigo 18, inciso VI, da Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993, Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS).

     

    O evento foi aberto pela secretária interina de Desenvolvimento Social, Cíntia Rosena. Em seu discurso, ela ressaltou o trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe da secretaria e falou da importância da conferência como ferramenta de avaliação. “Avaliando os resultados dos serviços ofertados pela rede pública e identificando os pontos onde há necessidade de melhorar, nós atingiremos o objetivo de prestar uma assistência cada vez melhor”, disse a secretária interina de Desenvolvimento Social, Cíntia Rosena.

     

    Para a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Maria das Graças Silva, a discussão entre todas as entidades envolvidas na assistência social possibilita resultados positivos para os usuários das redes pública e privada.  “A conferência é um momento para avaliar o que está sendo feito, e aprimorar, a partir do monitoramento das ações. Com a participação de todos os setores comprometidos com o tema, nós esperamos melhorar os serviços sociais do município de Paulo Afonso”, falou a presidente.

     

    Após as discussões serão eleitos os delegados para a 12ª Conferência Estadual de Assistência Social, conforme o inciso I do artigo 9º do Regimento Interno. Os candidatos devem ser representantes do governo e da sociedade civil, obedecendo as proporções do regimento.

     

     

    Autor: Ascom/PMPA